user picture
 

Contracorrente

Para ti, de quem eu guardo o nome
Quando o inimigo grita, eu canto.
Quando me rouba, eu canto.
Quando me prende, eu canto.
Quando me tortura, eu canto. Canto. Canto. Canto.
Canto, até ele não suportar mais meu instrumento de tortura.
Cantiga é mina que mata. É remo contracorrente.
Porque correntes, só as do teu abraço.
poema de Odete Ferreira
Capa EP Contracorrente
  
Alinhamento
Ficha Artística e Técnica
  1. El Derecho de Vivir en Paz ouvir
    Autoria: Víctor Jara (Chile) Arranjo: Contracorrente*
  2. A Morte Saiu à Rua ouvir
    Autoria: José Afonso + Vicente Campinas “Cantar Alentejano” (Portugal) Arranjo: Manuel Maio
  3. Txoria Txori ouvir
    Autoria: Mikel Laboa (País Basco) Arranjo: Manuel Maio
  4. Canción del Derrumbe Índio ouvir
    Autoria: Fernando Figueredo Iramain (Argentina) Arranjo: Contracorrente*
  5. Maré Alta ouvir
    Autoria: Sérgio Godinho (Portugal)Arranjo: Manuel Maio

* (com a contribuição de Rui Ferreira aka Caps, David Leão e Pedro Oliveira)

Para comprar

Venda física

Espaço d'Orfeu
5€ | 4€ (Cartão d'Orfeu)
+ 5€ para envios à cobrança (via CTT)
encomendar 
através do e-mail
lojinha@dorfeu.pt

+ ACERT (Tondela) | PédeXumbo (Évora) | Tradballs (Lisboa) | Ouvir Devagar (Lisboa) | Portugal na Mala (Braga) | AlbergAR-TE (Albergaria-a-Velha)

Venda digital

CDbaby logoiTunes logo

Músicos
André Cardoso Guitarra Clássica, Guitarra Cordas de Aço
Gil Abrantes Saxofones Soprano e Tenor
Manuel Maio Violino, Bandolim
Miguel Calhaz Contrabaixo
Rui Silva Percussão tradicional
Sara Vidal Voz

Mistura e Masterização
Rui Oliveira

Desenho gráfico
Léa López

Edição
d'Eurídice 2013 | d'Orfeu Associação Cultural
Gravações realizadas por Rui Oliveira no estúdio do DecA - Universidade de Aveiro. Gravações adicionais realizadas por Hugo Bentes nos Estúdios Musibéria, Serpa.

Comunicado de Imprensa pdf
Português | English


Web Contracorrente

Web d'Eurídice