digressão 50 anos 25 abril

“O único crime que cometemos foi
deixar que a liberdade se tornasse numa coisa assustadora

irmos duas vezes por semana ao ikea
pedir auxílio a um especialista em escalada
não a um técnico da função pública
para abrir caminho sobre o medo”.

“REVOLUTION (título provisório)” é uma cocriação da ASTA, Baal17, d’Orfeu AC e O Teatrão. 16 intérpretes, entre atores e músicos, sobem ao palco para celebrar os 50 anos da revolução portuguesa do 25 de abril.

“Revolution (Título Provisório)” é o título definitivo desta cocriação. Os textos de Tiago Alves Costa e encenação de Gonçalo Guerreiro propõem uma sucessão de cenas e momentos musicais que desafiam o espectador a pensar no caminho que fizemos de 1974 até hoje. Aparece-nos um homem que vende revoluções, ajudam-nos a fazer uma formação de iniciação do grito ou podemos conhecer um lugar turístico chamado utopia. Se pensarmos no Teatro do Absurdo e em como a existência humana no presente parece desprovida de sentido, quando comparada com os projetos que nos mobilizaram há décadas atrás, começa a vislumbrar-se o cerne de "Revolution (Título Provisório)”. Num mundo em que tudo está à venda, propõe-se uma revolução em inglês, para chegar a todo o lado, e uma reflexão sobre a necessidade de mudar o rumo das democracias atuais que, entre um aceleracionismo delirante e ciclos políticos sem reformas estruturantes, inibem a ideia de futuro.

Fotos
Agenda

2024

6 abril | 21h30
Centro Cultural e Congressos de CALDAS DA RAINHA

13 abril | 21h30
Cineteatro Alba, ALBERGARIA-A-VELHA bilheteira online

21 abril | 17h00
Casa da Criatividade, SÃO JOÃO DA MADEIRA bilheteira online

27 abril | 21h30
Centro de Arte de OVAR bilheteira online


Esta digressão tem o apoio Antena 1.

Vídeo
Equipa Artística e Técnica:

90' | M/12

Cocriação: ASTA, Baal17, d’Orfeu AC, O Teatrão

Texto: Tiago Alves Costa

Encenação, dramaturgia e cenografia: Gonçalo Guerreiro

Direção Musical: Artur Fernandes

Composição Musical: Artur Fernandes
Exceto "Negócio de Lágrimas" e "Lobo do Mar" (Patrícia Lestre) e "Improviso REVOLUTION" (Rodrigo Neves).

Interpretação:
Beatriz Mendes (trombone), Carmo Povoas Teixeira, Carolina Carvalhais, David Meco, Edmilson Gomes, Eva Tiago, João Gomes, Marco Ferreira, Mónica Tavares, Patrícia Lestre (ukulele, voz), Rodrigo Neves (saxofones), Rui Ramos, Sandra Serra, Sergio Novo, Sónia Sobral (acordeão) e Teosson Chau.

Direção Vocal: Patrícia Lestre

Direção Técnica e desenho de luz: Pedro Fonseca

Figurinos: Filipa Malva

Adereços: Fabrice Ziegler

Grafismo: Paul Hardman

Comunicação: Ana Filipa Flores, Isabel Craveiro, Sandra Serra e Rui Pires

Construção cenografia: José Baltazar

Operação de som: Rui Oliveira

Coordenação de produção: Isabel Craveiro

Produção executiva: Hélder Carvalho

Fotos: Fabrice Ziegler e Ana Filipa Flores

Historial

2023

6 maio, Teatro Municipal da COVILHÃ bilheteira online
29 + 30 abril e 1 maio, Oficina Municipal do Teatro (Teatrão), COIMBRA
23 abril, Cineteatro Municipal de CASTRO VERDE
21 abril, Cineteatro Municipal de SERPA