6 a 9 de outubro 2021
@ CAA - Centro de Artes de Águeda

Evento Facebook aqui.
Bilheteira online

À 20ª edição, as orelhas estão já no ar para celebrar. Agora, mais do que nunca, precisamos todos de rir e dar uso às palmas. Apurar o olfato e voltar a sentir o cheiro das tábuas do palco. Cruzar o olhar com os feixes de luz. Voltar a saborear espetáculos de musicomédia é acordar os cinco sentidos que a pandemia confinou. À 20ª edição, o Festival O Gesto Orelhudo volta a reunir, no CAA, grandes propostas da fusão da música com o teatro e com o humor, num cartaz muito especial. Pelo menos, é o que o nosso sexto sentido nos indica. De 6 a 9 de outubro, por humor à música.

Quarta 6 outubro

21h00 + 23h15 @ Café-concerto
Bandex

Bandex é música para os olhos e humor para os ouvidos. As vedetas da sociedade, da política ao futebol, transformadas em expressivos cantores por Nuno Gelpi, um “mãozinhas” da edição digital em conteúdos do Youtube, de onde retira e para onde devolve a sua arte. Nos vídeos dele, qualquer protagonista afina. É a arte da “songificação”. A manipulação áudio e vídeo ao serviço da ironia social, com as vozes e os rostos que o país conhece. Do ecrã tátil para O Gesto Orelhudo: Bandex ao vivo!

M/6, 40'

22h00 @ Auditório (Abertura portas: 21h30)
The Opera Locos

Yllana (Espanha)

Cinco cantores líricos que não se entendem são os protagonistas deste espetáculo, uma musicomédia em que os grandes sucessos da ópera se fundem com outros estilos de forma surpreendente. Com uma encenação magistral, estética irrepreensível e o característico humor dos Yllana, The Opera Locos proporciona, a todos os públicos, uma experiência diferente de viver a ópera, de maneira inusitada e hilariante. A marcar a abertura da 20ª edição d’O Gesto Orelhudo, uma noite de ópera... de loucos!

M/6, 75'
Quinta 7 outubro

21h00 + 23h15 @ Café-concerto
Sampladélicos

O videasta Tiago Pereira e o músico Sílvio Rosado juntam, em Sampladélicos, duas vontades conciliáveis: preservar a intervenção humana na música e distorcer a matriz de sons e lugares. Como se as aldeias invadissem as cidades e a memória fosse dançada. Masterizando uma nova revolução em cada som, os Sampladélicos misturam o que se ouve com o que se vê para, depois, ser o público a recriar a fusão do que se dança. É tempo dos Sampladélicos ao vivo n’O Gesto Orelhudo, misturando tradição e ficção.

M/6, 40'

22h00 @ Auditório (Abertura portas: 21h30)
Electra

Companhia do Chapitô

Nesta incrível versão de “Electra”, o riso é servido, literalmente, à colherada. Esta dramática, aqui cómica, tragédia grega sobre vingança é mais uma criação da Companhia do Chapitô, perita em contar clássicos com um sentido de humor surpreendente e despojado. Os adereços de Electra são apenas colheres, muitas colheres. É o regresso ao festival de uma companhia que é referência internacional do teatro físico e gestual. O Gesto Orelhudo deseja a todos uma feliz tragédia!

M/12, 60'
Sexta 8 outubro

21h00 + 23h15 @ Café-concerto
Disco.Voador

A voz teatral e magnética de Joana Manarte e as guitarras com asas de Tiago Enrique cantam histórias que pontuam a humanidade, voltando às raízes de lutas e revoluções. Este Disco.Voador assume a surpresa e o risco de revisitar canções que dizem coisas que não podem ser ignoradas, nem hoje nem nunca, num concerto para lá de musical. O público voa junto, no jogo expressivo, na performance agitadora e nas palavras de ordem, para reativar consciências e militâncias orelhudas!

M/6, 40'

22h00 @ Auditório (Abertura portas: 21h30)
Jojo

Borja Sand Artist / Ytuquepintas (Espanha)

Autêntica poesia visual. A incrível técnica de desenho na areia, que Borja desenvolve de forma exímia nos seus espetáculos, junta-se à manipulação de marionetas e à música ao vivo. Jojo é nome de um orangotango resgatado de cativeiro, cuja história verídica alimenta todo o espetáculo, promovendo uma mensagem sublime pela preservação da natureza e contra a extinção das espécies. Se a aventura de Jojo é incrível, a obra é soberba. Um espetáculo sem palavras que nos deixa sem palavras.

M/6, 55'
Sábado 9 outubro

21h00 + 23h15 @ Café-concerto
Osório VS Estefânia

O Reportório Osório, criação d’Orfeu que marcou a última década, vai ter uma sequela feminina. O futuro espetáculo chama-se Coletânea Estefânia. Este novo projeto criativo, em fase de conceção, convoca a cantatriz Patrícia Lestre a intrometer-se na dupla Luís Fernandes e Sónia Sobral, materializando a voz feminina das novas ‘canções de umor’. Osório VS Estefânia não é um espetáculo, é um aperitivo. As primeiras canções serão servidas, para provar, em exclusivo, na 20ª edição d’O Gesto Orelhudo!

M/16, 30'

22h00 @ Auditório (Abertura portas: 21h30)
Car12 - A Grande Viagem

Trigo Limpo Teatro ACERT

A viagem de dois comparsas num veículo cheio de instrumentos inventados, numa dramaturgia mágica, humorada e comovente. As surpresas sonoras são constantes ao longo de um espetáculo de rara criatividade musical. Uma andança divertida em que surgem melodias familiares a todas as idades, singelas paisagens sonoras extraídas de objetos dos quais não se acredita ser possível. Car12 conjuga humor e música, além de uma dimensão artesanal, viajando pelos sons de forma inesperada. Bem-vindos a bordo!

M/6, 60'
Festival em Segurança

Regras e procedimentos nos dias do Festival, de acordo com as orientações da DGS:
- Uso obrigatório de máscara;
- O público deve estar à entrada do CAA, para os espetáculos no Auditório, com um mínimo de 30 minutos de antecedência;
- Desinfeção das mãos à entrada e à saída do recinto;
- Cumprimento obrigatório das indicações da sinalética, staff e/ou avisos sonoros;
- No final dos espetáculos, necessário aguardar no lugar até indicação do staff.

Bilhetes

Bilhetes no CAA - Centro de Artes de Águeda, Ticketline.pt e nos locais habituais.

De acordo com as regras DGS, a planta do Auditório é de lugares individuais, com um lugar de intervalo entre espectadores.


Pré-Venda (até às 19h00 de terça-feira, 6 de outubro):

Bilhete diário Auditório: 12€
Passe Auditório (4 dias): 25€
Bilhete diário Café-concerto: 5€*


Durante o festival:

Bilhete diário Auditório: 12€
Passe Auditório (4 dias): 35€
Bilhete diário Café-concerto: 5€*

  • em qualquer modalidade, aplica-se desconto 50% a portadores Cartão d’Orfeu ou ≤ 25 anos
  • *desconto de 50% no bilhete diário do café-concerto na aquisição do Passe Auditório
  • oferta de Passe Orelhudo Auditório a alunos Escola de Palco 2021/2022 dorfeu.pt/escoladepalco
  • desconto de Cartão d'Orfeu disponível na bilheteira presencial do CAA (antes e durante o Festival) e em Ticketline.pt (só até ao dia 5 outubro)


ONDE COMPRAR:

CAA - Centro de Artes de Águeda

terça a sábado: 10h00-19h00 domingo: 14h00-18h00
Durante o festival, a bilheteira não fecha após as 19h00.

na bilheteira online

Ticketline.pt

Não é permitida a entrada a crianças menores de 3 anos.
Lotação reduzida em todos os espetáculos.



Adesões antecipadamente no Espaço d’Orfeu ou, durante o festival, na Banquinha Orelhuda.

Para quem já é Amigo d’Orfeu, a validade é prolongada no ato da renovação.

Vantagens:

• 50% desconto nos eventos d'Orfeu (durante 1 ou 3 anos)
já aplicável aos bilhetes do 20º Festival “O Gesto Orelhudo”

oferta de brinde d’Orfeu à escolha na Banquinha Orelhuda
merchadising, CDs, etc (adesão 1 ano: 1 brinde / adesão 3 anos: 2 brindes)

mais info: dorfeu.pt/amigosdorfeu